policia procura terroristas

Os três jihadistas franceses estarão armados e são considerados extremamente perigosos.

As autoridades portuguesas estão em alerta, depois de terem recebido informações da Interpol e da polícia espanhola sobre a presença de três alegados jihadistas franceses em território nacional.

A informação está a ser avançada pelo “Jornal de Notícias”.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, os terroristas estarão armados e são referenciados como extremamente perigosos.

Pelo menos um deles, Samir Bouzid, é suspeito de ser um dos cabecilhas dos atentados de Paris. O homem terá também passado pela Bélgica e viajará numa viatura de cor escura com matrícula francesa. Os outros dois chamam-se, segundo o JN, Kevin Guivarich, de nacionalidade francesa, e Memdi Kaddour, seu cúmplice. Ambos têm mandato europeu de detenção.

O auto-denominado Estado Islâmico reivindicou os atentados de 13 de Novembro em Paris, que causaram 130, 90 das quais no Bataclan, e mais de 350 feridos. Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles um café e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as selecções de França e da Alemanha.

A França calcula que as indemnizações às vítimas dos atentados de 13 de Novembro em Paris e Saint Denis possam chegar aos 300 milhões de euros, dos quais 6,7 milhões já foram pagos, disse a ministra da Justiça francesa.

A governante indicou que a ajuda esteve centralizada desde a noite dos atentados. Desde então foram recebidas 11.000 chamadas, além de mensagens de texto e de e-mails nos 120 postos criados para ajudar os familiares das vítimas, afirmou. Baseados na experiência dos atentados perpetrados em Janeiro contra o jornal satírico “Charlie Hebdo”, foi criado um número único para centralizar todas as consultas, acrescentou.

source:RR