Os números oficiais do governo britânico revelam uma queda no número de pessoas desempregadas, mas o custo de vida não é compativel com os ganhos. Esta diferença de preços expõe a realidade de muitas pessoas para quem a pobreza é um facto e a retórica política é apenas “conversa barata”.

As estatísticas oficiais contam uma história, mas algumas escolas primárias na Inglaterra estão a operar como uma primeira unidade de resposta para crianças que crescem em famílias pobres na Grã-Bretanha .

Os professores, os educadores e auxiliares admitem distribuir sapatos e casacos a crianças que tremem de frio e permitirem que os pais carregem os seus telemoveis nas salas de aula porque não possuem eletricidade suficiente em casa.

O relatório realizado pela emissora britânica ITV expôs a pobreza severa vivida por crianças nas escolas do Noroeste da Inglaterra.

A escola em Morecombe também dirige um clube de café da manhã onde uma torrada ou uma tigela de cereais custa apenas £0,10 (dez pence).
Mas mesmo isso é muito caro para algumas crianças.

Enquanto isso, o Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS) revelou uma queda no desemprego que diminuiu de 26,000 para 1,43 milhão; a taxa de desemprego permaneceu em 4,3%, a menor taxa desde 1975.

NO COMMENTS