É daqueles riffs que quando se pega pela primeira vez numa guitarra toda a gente faz. Keith Richards sonhou com a frase, deu-lhe voz e mostrou-a a Mick Jagger.

A letra descreve a irritação de Jagger com o crescente capitalismo do mundo moderno. A meio dos anos 60, a canção caiu que nem uma bomba na cultura britânica e norte-americana, devido às conotações sexuais e à visão negativa do impacto do dinheiro na sociedade. Uma ameaça para o público mais velho, um ataque ao status quo.

(I Can’t Get No) Satisfaction faz ainda hoje mais sentido. É das mais grandiosas canções do Reino Unido e do Mundo.

Hey, hey, hey, that’s what I said…