coronavirus
Num ano normal, mais de um milhão de turistas do Reino Unido visitam a costa algarvia de Portugal (GETTY IMAGES)

Os turistas enfrentarão “caos e dificuldades” se as medidas de quarentena do coronavírus forem reintroduzidas para aqueles que chegam de Portugal ao Reino Unido, advertiu um líder da indústria de viagens.

Portugal registou 21,1 casos de vírus por 100.000 pessoas na semana passada.

O Reino Unido considera impor 14 dias de isolamento aos turistas quando a taxa de infecção de um país exceder 20 casos por 100.000, durante sete dias.

O chefe da empresa-mãe da British Airways disse que os números eram “arbitrários”.

Há menos de duas semanas atrás, o popular destino de férias foi adicionado à lista de países isentos das regras do Reino Unido que exigem que os turistas fiquem em quarentena, o que levou a um aumento nas pesquisas na Internet por voos de turistas britânicos.

Mas agora o governo do Reino Unido deve considerar a imposição de regras de quarentena novamente, conforme o número de casos em Portugal aumenta.

Escrevendo no Times , o presidente-executivo do IAG, Willie Walsh, disse que os requisitos de quarentena “em constante mudança” significam que “o Reino Unido desligou oficialmente o sinal de ‘fechado'”.

“Outra reviravolta do governo, adicionando Portugal à lista de quarentena, vai causar mais caos e sofrimento para os turistas”, disse ele.

“O governo usa estatísticas arbitrárias para proibir efetivamente 160 países e, no processo, destruir a economia.”

Os chamados corredores de viagens – que permitem que as pessoas viajem sem ter que se isolar no retorno – foram destruídos entre a Inglaterra e pelo menos 18 países e territórios no mês passado. Os ministros disseram que essa abordagem cautelosa evita que casos de coronavírus sejam importados.

Na semana passada, Suíça, Jamaica e República Tcheca juntaram-se à França, Espanha e vários outros países da lista de quarentena do Reino Unido.

Turistas do Reino Unido gastaram milhares de libras em novos voos e balsas, e enfrentaram longas viagens para chegar a casa antes que as medidas de quarentena fossem aplicadas.

O governo não comentou se as exigências para chegadas de Portugal vão mudar novamente.

Todos os anos, mais de dois milhões de britânicos visitam Portugal, constituindo o maior número de turistas estrangeiros para o país.

A maioria segue para o Algarve, no sul, atraído pelas ensolaradas praias do Atlântico, pitorescas vilas de pescadores e campos de golfe.

Durante os meses de maio e junho, o governo português reabriu os restaurantes, cafés, museus e praias. A maioria dos hotéis reabriu, mas as casas noturnas continuam fechadas.

O governo alertou que medidas mais rígidas serão implementadas em meados de setembro, quando os alunos retornarem às escolas e alguns trabalhadores voltarem aos escritórios.

A 31 de agosto, o Reino Unido registou 24 casos de coronavírus por 100.000 pessoas na última quinzena, enquanto Portugal registou 35,7, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Em Portugal registaram-se 21,1 casos por 100 000 habitantes nos sete dias até 30 de agosto, contra 19,4 nos sete dias até 29 de agosto.

FonteBBC
Avatar
Manny Olas estudou em Cambridge, Reino Unido, e vive em Northampton desde 2003. É um apaixonado por comunicação, serviço publico e interação com o publico em geral. Faz emissões de rádio online e negocia no mercado de valores como passatempo.