(Reuters)

Covid-19 O Reino Unido “não hesitará” em adicionar mais países à sua lista de quarentena de viagens para proteger a saúde pública, disse o chanceler.

Rishi Sunak disse à Sky News que “sempre há o risco de interrupção” nas férias durante a pandemia do coronavírus.

Chegados ao Reino Unido vindos da Bélgica, Bahamas e Andorra foram informados de que precisam se isolar por 14 dias .

Isso ocorre devido a um aumento de casos em França.

A Bélgica tem uma das taxas mais altas de casos de covid-19 na Europa, 49,2 por 100.000 pessoas, em comparação com 14,3 por 100.000 no Reino Unido.

O Ministério das Relações Exteriores também alerta contra “todas as viagens, exceto as essenciais” para a Bélgica, Andorra e as Bahamas.

De acordo com o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças, a França registrou 23,4 casos por 100.000 pessoas nas últimas duas semanas.

A França registrou o maior número de infecções diárias por coronavírus em mais de dois meses, com números na quarta-feira mostrando 1.695 novos casos relatados em 24 horas.

Para efeito de comparação, a taxa da Espanha era de 27,4 por 100.000 na época em que foi removida da lista de corredores de viagens do Reino Unido de países isentos de restrições de quarentena.

ltt e1596801483132
Covid-19

Questionado sobre se destinos turísticos como a França poderiam ser os próximos a serem adicionados à lista de quarentena, Sunak disse à BBC que o governo mantinha a situação “sob constante revisão” e que as pessoas deveriam “estar atentas” ao risco de interrupção das viagens devido à pandemia global.

Ele disse aos turistas que deveriam olhar constantemente para a orientação do governo e “tomar as melhores decisões que puderem, sabendo que vivemos em tempos incertos”.

Rishi Sunak disse à Sky News que o nº10 está a fazer “a coisa certa”, mantendo a situação “sob revisão constante” e consultando cientistas e consultores médicos. Se fosse necessária uma ação, o governo “não hesitaria em fazê-lo”, disse ele, para “proteger a saúde das pessoas”.

As novas regras para a Bélgica, Bahamas e Andorra já entraram em vigor no País de Gales e entrarão em vigor no resto do Reino Unido a partir das 04:00 BST (British Summer Time) de sábado.

Quarentenas já foram reimpostas para viajantes de Espanha e de Luxemburgo.

Mas as pessoas que chegam a Inglaterra e ao País de Gales de Brunei e da Malásia não precisam de se isolar, após uma redução nos casos confirmados de novos casos de coronavírus lá.

As pessoas que não se isolarem quando necessário, depois de estar no exterior, podem ser multadas até £1.000 em Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte. Aqueles que retornam à Escócia podem ser multados em £480, com multas de até £5.000 para infratores persistentes.

Na semana passada, a Bélgica introduziu restrições que significavam que as pessoas só poderiam encontrar as mesmas cinco pessoas fora de casa num mês.

O Departamento de Transporte confirmou que as pessoas que viajam pela Bélgica de carro da Alemanha ou Holanda para o Reino Unido não precisam se isolar na chegada, desde que todos os viajantes permaneçam no carro durante todo o tempo na Bélgica – incluindo o não desembarque em estações de serviço .

No entanto, é permitido deixar um passageiro na Bélgica sem necessidade de isolamento, desde que não volte para o carro.

O Departamento de Transporte adiantou ainda que os viajantes ferroviários que chegam ao Reino Unido em viagens que incluem uma paragem na Bélgica precisarão ficar em quarentena, a menos que nenhum novo passageiro embarque no comboio e ninguém saia dele antes de embarcar.

Isso significa que os passageiros do Eurostar que viajam de Amsterdão para Londres precisarão se isolar, já que a viagem envolve uma troca de comboios em Bruxelas.

FonteBBC
Avatar
Manny Olas estudou em Cambridge, Reino Unido, e vive em Northampton desde 2003. É um apaixonado por comunicação, serviço publico e interação com o publico em geral. Faz emissões de rádio online e negocia no mercado de valores como passatempo.