Mulher que “vivia em pecado” ganha batalha judicial contra um infantário em Londres

O Watford Employment Tribunal decidiu que Zelda De Groen, de 24 anosa, professora num infantário em Londres, foi vítima de discriminação religiosa e sexual.

De Groen, foi demitida de um infantário ortodoxo judaico em Hendon, Londres, porque segundo a administração os pais estavam “preocupados” que as crianças percebecem que ela apesar de solteira, vivia maritalmente com o namorado, Oz Waknin.

De Groen foi ainda aconselhada pelos colegas a mentir sobre seu estado civil, visto que tal situação “não seria tolerada” pela adminstração.

O Tribunal descreveu o comportamento do pessoal sênior da escola como “degradante, humilhante e ofensivo”.

Entretanto a Sra. De Groen já se casou com o Sr. Waknin.

 

transfweqise abaixo artigo

NO COMMENTS