Um acidente envolvendo uma viatura de transporte público informal, conhecido em Angola como ‘candongueiro’, provocou hoje cinco mortos, na província do Bengo, elevando para 21 as vítimas mortais em três casos do género em menos de um mês.

De acordo com informação da Polícia Nacional, o acidente aconteceu hoje à tarde, na Estrada Nacional 100, no troço entre Kifangondo e Panguila, e provocou a morte imediata a quatro pessoas.

Uma quinta pessoa morreu já no Hospital-Geral do Bengo, para onde foram transportadas outros 15 feridos graves.

A polícia não adianta nenhuma explicação para o acidente, que além do táxi, ou ‘candongueiro’, envolveu igualmente uma viatura pesada, tendo ambos colido aparentemente frontalmente.

A Lusa noticiou a 19 de julho que um acidente do género provocou a morte a dez pessoas e feriu outras 11, no troço entre os municípios do Puri e Negage, província angolana do Uíge, e foi provocado, segundo a polícia, pelo excesso de velocidade, associado ao estado de embriaguez do motorista da viatura que fazia serviço de táxi.

Um outro caso aconteceu a 29 de julho, igualmente na Estrada Nacional 100, no Bengo, mas entre Porto Quipiri e Açucareira, tendo então provocado a morte de seis pessoas e ferido outros 11, alegadamente devido a excesso de velocidade da viatura de táxi.

O acidente deu-se depois de a viatura ter colhido uma mulher que atravessava a via com uma criança às costas.

Os acidentes de trânsito são a segunda principal causa de morte em Angola, depois da malária, sobretudo devido, segundo a polícia, à imprudência, condução sob efeito do álcool e ao mau estado de conservação das estradas.

Apenas entre abril e junho morreram nas estradas angolanas 667 pessoas e 2.865 ficaram feridas, em resultado de 2.681 acidentes de viação, segundo dados da Polícia Nacional de Angola.

Ainda assim, registou-se uma redução de 1.159 acidentes, 317 mortos e 703 feridos, comparativamente com o segundo trimestre de 2015, reforça a polícia.

Source link

NO COMMENTS