Decorria o ano de 1543 quando portugueses que seguiam num barco chinês, rumo a Macau, foram desviados da sua rota e atracaram em Tanegashima, no Japão.

Consta que foram dos primeiros portugueses a pisar o território nipónico. Em 1693, quando foi imposta a lei ideológica, que acreditava que o cristianismo era uma ameaça à civilização japonesa, os cristãos, entre eles os portugueses, foram expulsos de lá.

Lá se foram embora mas deixaram uma coisa, que ainda hoje em japonês se chama tempura, vulgo peixinhos da horta.

102905270 649949355652561 6092075583124876127 n 1

 

Ingredientes

  • 1 molhinho de feijão-verde da horta
  • 130 g farinha de milho
  • 160 ml de água
  • 1 ovo
  • Azeite para fritar (óleo em alternativa)
  • Especiarias
  • Sal a gosto

Instruções

Comece por lavar o feijão-verde, eliminando as pontas e os fios fibrosos

Corte as vagens limpas ao meio

Se forem largas, corte-as em duas partes iguais no sentido do comprimento

Leve o feijão-verde a cozer até ficar no ponto (4-5 minutos)

Passe-o por água fria para lhe avivar a cor

Deixe-o a escorrer enxugando-o muito bem

Polvilhe com sal a gosto

Entretanto prepare o polme

Numa tigela, misture a farinha de milho temperada com sal e especiarias

Junte o ovo já batido e a água e vá mexendo muito bem com um garfo até obter um polme liso

Passe o feijão-verde pelo polme e leve-o a fritar em azeite ou óleo bem quente

Disponha os peixinhos da horta em papel absorvente

Observações

Acompanhe com arroz ou simplesmente com um molho de iogurte natural, com maionese e mostarda de dijon

Blog Notas de Degustação

Facebook Chef Rivotti

Arnaldo Rivotti
Português, profissional de comunicação, peregrino convicto, umas vezes ensaísta, outras vezes chef de cozinha, Arnaldo Rivotti, nasceu em Maringá-Brasil, a 30 de agosto de 1958. Fez o Caminho de Santiago, uma experiência que lhe mudou a vida.