REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

A Grã-Bretanha e a União Européia não assinarão um acordo comercial pós-Brexit, faltando apenas alguns dias para o prazo final do primeiro-ministro Boris Johnson, em julho, informou o The Telegraph.

A suposição do governo do Reino Unido é que não haverá um acordo, embora ainda seja possível que um acordo “básico” seja alcançado se a UE ceder no outono, disse o jornal, citando fontes do governo.

O governo espera negociar com a Europa nos termos da Organização Mundial do Comércio quando o período de transição terminar, acrescentou o relatório.

A Grã-Bretanha deixou a UE em 31 de janeiro e seu relacionamento com o bloco agora é governado por um acordo de transição que mantém as regras anteriores, enquanto os dois lados negociam novos termos.

Os negociadores permanecem em conflito com os direitos de pesca, a governança do acordo, o papel do Tribunal de Justiça Europeu e as chamadas garantias de igualdade de condições, informou o jornal.

O Reino Unido procura acordos comerciais com outros países e estabelecendo seu próprio regime de sanções, e anteriormente insistiu que não deveria se inscrever nos padrões do bloco.

Um porta-voz de Johnson disse na segunda-feira que a Grã-Bretanha continuará a empenhar-se construtivamente com a UE nas negociações sobre um futuro relacionamento, mas que Londres não está disposta a renunciar a seus direitos como Estado independente.

FonteThe Telegraph
Avatar
Manny Olas estudou em Cambridge, Reino Unido, e vive em Northampton desde 2003. É um apaixonado por comunicação, serviço publico e interação com o publico em geral. Faz emissões de rádio online e negocia no mercado de valores como passatempo.