O Tagliatelle, também conhecido por Tagliatella e Taiadela é um dos formatos de massas mais saborosos e é um dos grandes símbolos dos sabores de Itália.

Tradicionalmente é feito à mão com semolina ou farinha de trigo duro e ovos, tendo por base a chamada sfoglia, uma massa muito fina estendida, enrolada e cortada em tiras, que respeitem algumas normas.

A largura máxima é de 7,5 cm. Já os tagliatellines não podem ultrapassar os 0,5 cm. Conjectura-se que o Tagliatelle seja originário de Bolonha e que a sua origem derive da lasanha, a partir do retalho da massa que restava.

Pessoas: 4
Tempo de Preparação: 30 minutos
Tempo de Confecção: 25 minutos

Ingredientes

  • 6 ninhos de Tagliatelle
  • 1 punhado de favas debulhadas ou outra leguminosa (feijão de soja, ervilhas, tremoço, xíxaros, lentilhas, entre outras)
  • 3 cs de requeijão de cabra
  • 1 raminho de endro
  • 3-4 cs de molho pesto caseiro
  • 2-3 tomates cherry
  • Azeite de boa qualidade
  • Especiarias moídas a gosto

Para o molho pesto

Junte numa trituradora uma chávena de folhas de manjericão, 1 chávena de parmesão lascado, 1+1/2 chávena de azeite, 1 dente de alho fatiado sem germen, 2-3 cs de frutos secos (pinhões de preferência). Triture tudo e reserve. Já está!

Instruções

Comece pelas favas

Leve uma caçarola ao lume

Quando a água levantar fervura adicione as favas

Se forem tenrinhas, escalde durante 2 minutos

Se forem maduras 3-4 minutos

Passe as favas num coador por água fria (fica muito fácil de pelar)

Lave-as novamente em água fria e reserve

Leve um outro tacho anti-aderente ao lume com água abundante (não poupe na água e não adicione sal)

Quando levantar fervura junte os ninhos de tagliatelle

Se forem caseiros cozem rapidamente

Se forem da loja, siga as instruções da embalagem

Não os coza em demasia, pois resulta em desgraça

Retire-os do lume e lave-os em água fria para libertar a goma

No mesmo tacho onde cozeu a pasta adicione um fio de azeite

É altura de juntar o tagliatelle e o molho pesto

Misture delicadamente

As tiras de tagliatelle começam agora a ganhar personalidade

Sinta o cheiro do manjericão fresco

Adicione uma cc de endro (aneto) fresco picado

1-2 minutos é o suficiente para que o tagliatelle regenere

Fica a faltar  as favas e o requeijão esfarelado

Deixe o requeijão por último para o queijo não perder a textura

Se estiver muito seco dê-lhe mais um golpe de azeite

Emprate a gosto (paprika moída, tomate cereja, raminho de endro inteiro)

Sirva na intimidade

Blog Notas de Degustação

Facebook Chef Rivotti

Arnaldo Rivotti
Português, profissional de comunicação, peregrino convicto, umas vezes ensaísta, outras vezes chef de cozinha, Arnaldo Rivotti, nasceu em Maringá-Brasil, a 30 de agosto de 1958. Fez o Caminho de Santiago, uma experiência que lhe mudou a vida.