Um sinal "fechado" numa vitrine em Bagshot, Surrey Foto: Maureen McLean / Rex / Shutterstock

OCDE diz que o desemprego provavelmente triplicará mesmo que seja evitada uma segunda vaga

O número de desempregados na Grã-Bretanha pode subir para quase 15% da população ativa, se o país sofrer uma segunda vaga da pandemia de coronavírus, afirmou a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Um aumento na taxa de desemprego para 14,8% levaria o Reino Unido a um nível mais alto do que França, Alemanha e Itália, mas menor que a Espanha, segundo o thinktank de Paris, financiado por 35 países, na sua maioria ricos.

Se for possível evitar uma segunda vaga do Covid-19, é provável que a taxa de desemprego do Reino Unido suba para 11,7% até o final do ano, o nível mais alto desde 1984, quando atingiu um pico de 11,9% . A atual taxa de desemprego no Reino Unido é de 3,9%.

Prevê-se que a taxa média de desemprego atinja 19,2% na Espanha até o final de 2020 e 20,1% após um “duplo golpe”, enquanto a taxa de desemprego na Alemanha deverá atingir 5,6% após um segundo bloqueio ou 5% se a economia permanecer aberta para o próximo ano.

A perspectiva sombria do Reino Unido segue uma previsão da OCDE de crescimento econômico neste mês, que mostrou que a economia britânica provavelmente sofrerá os piores danos causados ​​pela crise do Covid-19 de qualquer país do mundo desenvolvido.

Stefano Scarpetta, diretor de emprego, trabalho e assuntos sociais da OCDE, disse estar particularmente preocupado com o fato de uma geração de jovens ver negado emprego ou formação, restringindo sua capacidade de obter um emprego sustentável e qualificado.

“Após a crise financeira global, os governos agiram tarde demais para resolver as dificuldades do mercado de trabalho dos jovens, o que os deixou com cicatrizes duradouras que ainda eram visíveis antes do surto de Covid-19”, disse ele.

“Não há tempo a perder para implementar um pacote abrangente de políticas, garantindo que nenhum jovem trabalhador seja deixado para trás”.

FonteBBC
Avatar
Manny Olas estudou em Cambridge, Reino Unido, e vive em Northampton desde 2003. É um apaixonado por comunicação, serviço publico e interação com o publico em geral. Faz emissões de rádio online e negocia no mercado de valores como passatempo.